RAINHA D. MARIA I, A PIEDOSA

Quarto

História

A Rainha D. Maria I, também apelidada de “A Piedosa” ou “A Louca”, nasceu em Lisboa a 17 de Dezembro de 1734 e morreu no Rio de Janeiro, Brasil, a 20 de Março de 1816, filha mais velha do Rei D. José I e da Infanta Maria Vitória de Bourbon, de Espanha. Foi Rainha de Portugal e Algarves entre 1777 e 1815 e Rainha do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves até à sua morte.

Devido à sua doença mental, seu filho mais velho, João VI, actuou como regente em seu nome, desde 1792 até à sua morte.

Quando seu pai sobe ao trono recebe o título de Princesa do Brasil e Duquesa de Bragança, garantindo assim a continuidade da Casa de Bragança através do seu casamento com D. Pedro de Bragança, seu tio, que subiria ao trono mais tarde, como D. Pedro III de Portugal. Deste casamento resultaram 4 filhos e 3 filhas.

Foi a primeira rainha reinante de Portugal, sendo a D. Maria I e D. Maria II as únicas rainhas não consortes da nossa monarquia.

Seu reinado teve como primeiro ato a “Viradeira”, ato constituído pela demissão e exílio do Marquês de Pombal, pois nunca tinha concordado com o famoso “Processo dos Távoras” e consequente expulsão dos Jesuítas.

Seu reinado foi de grande actividade legislativa e diplomática, destacando-se o Tratado com a Prússia, em 1789. Desenvolveu a cultura e as ciências, enviando várias missões com este fim a Angola, Brasil, Cabo Verde e Moçambique. Fundou várias instituições, tais como a Academia Real das Ciências de Lisboa, Real Biblioteca da Corte, a Academia Real da Marinha e a Casa Pia de Lisboa.

Devido ao receio de ser deposta, à semelhança de outros países invadidos pelas tropas francesas, a Família Real transfere-se para o Brasil, deixando Portugal à mercê dos invasores.

Junot acaba por invadir Lisboa, tornando-se governador de Portugal, mas Bonaparte acaba por ser derrotado em 1815 e a família real retorna a Portugal em 1821.

A Rainha D. Maria I foi sepultada no Convento da Ajuda, no Rio de Janeiro, mas depois transladada para um mausoléu na Basílica da Estrela, igreja que ela mesma mandou erguer.

FAÇA A SUA RESERVA CONNOSCO!

Agende a sua chegada à Casa das Senhoras Rainhas e o número de noites que pretende ficar, nós trataremos de todos os pormenores do seu alojamento.